MINI-HISTÓRIA SOBRE A POESIA

BEM VINDOS AO MEU BLOG POÉTICO, QUERIDOS VISITANTES. SE GOSTAREM, DIVULGUEM!

POETISA, Eu...? (Minha 1ª poesia)

Me chamam de poetisa / Eu, que nunca fiz poesia / Insistem, me chamam de poetisa / E eu digo: mas eu nunca fiz poesia! /Não sei fazer estrofes, não sei rimar e se eu tentar... / amor rima com humor / Solidão com macarrão / sentimento com condimento / Soluços, com pinguços... / Eu não sei fazer poesia / Por que insistem nessa maestria?

Será que desvendaram minh'alma quimera/ Com loucos suspiros não ditos / Cabeça de leão e corpo de dragão? / Poetisa, eu...? / Por que insistem nessa galhardia? / Só se for de trigonometria / "Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá" / Seno a coseno b, seno b coseno a...

Marisa Queiroz

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Poetílica, Eu...?
















É mentira, eu juro! 
Não sou poetílica!

Só porque tomo algumas doses diárias de poesia
Não quer dizer que eu seja viciada.
Poeto só socialmente, é tudo!

Sim, é verdade, saboreio dois haikais ao me acordar
Mas é apenas pra minha mente clarear 
E tornar meu dia mais suave
Quando estou tensa no trânsito indo trabalhar 
Degusto um soneto fresco e perfumado
Que é só para me acalmar

Gosto de um Fernando Pessoa,
de aperitivo antes do almoço
É um bom digestivo
E me abre o apetite

À tarde , apenas dois ligeiros poetrix 
Para acompanhar uma doce trova
que eu mesma faço

À noite, ao chegar em casa, aí sim !
Degusto um longo Drummond on the rocks
Com pedrinhas de Leminski,   para relaxar

No jantar, duas taças de Cecília Meirelles
branco e suave
Ou logo um Baudelaire, seco e forte

E antes de dormir, levo um cálice
de Florbela Espanca, licorosa,  para o meu quarto
Misturo com algumas gotas de Neruda
E trago-a, ao som de Vinícius,
Me entregando, enfim,  aos braços de Morfeu 

E é por isso que vocês me chamam de poetílica?
Estão todos enganados
Quando quiser parar, eu paro.
Não sou viciada.

Mas, por enquanto ...
Poeto, sim! Estou vivendo
Tem gente que não poeta e está morrendo.

Marisa Queiroz

7 comentários:

  1. Olá minha querida poetiza, que não é.
    Bonita viagem pelos antros de poesia e dos poetas.
    Continua assim a (não)fazer poesia rsrsrsrs....
    Todas as poetizas fossem assim como tu, não sendo.
    Desculpa não estar mais presente, mas não te esqueci.
    Beijos amiga
    Victor Gil

    ResponderExcluir
  2. Lindíssimo, D. Marisa, oh... Excelente senhora, óptima amiga... Eh!

    ResponderExcluir
  3. Seu blog está lindo, seus poemas radiantes e líricos!!!
    Parabéns!!!
    :D
    Não saio mais daqui...rsrsrs

    Bjokas

    ResponderExcluir
  4. Querida, amei sua visita ao blog do Instintiva lavanda. Que bom que vc gostou!!! Lá há textos autorais dos 4 instintivos...
    Se quiser conhecer escritos não-secretos de barbara-ella, entre www.barbara-ella.blogspot.com

    POETIZAR É PRCISO, VIVER NÃO É PRECISO...

    Bjokas e PAZ!

    ResponderExcluir
  5. D. Marisa, os seus versos são tão belos quanto a sua voz! Eu ouvi a sua voz no Youtube, lembra-se P? Hihi... Creia-me incondicional ! Abraço.
    ( P.S. O que se passou com Silvana Nunes? O seu blogue foi removido... Desculpe, amiga. )

    ResponderExcluir